Resultados ACV

Conforme o objetivo do projeto foi utilizado os softwares para comparar esses 2 tipos de materiais, Taipa e o Woodframe.

Na simulação dinâmica térmica e energética através do software DesignBuilder em elementos de esquadrias/paredes exteriores:

  1. madeira/taipa;
  2. alumínio/taipa;
  3. alumínio/wood frame;
  4.  madeira/wood frame;

Tabela 1 – Análise de cargas térmicas (kWh/ano):

Modelos Aquecimento Arrefecimento Total
1 – Esquadria madeira/taipa de pilão 145 1.347 1.492
2 – Esquadria alumínio/taipa de pilão 148 1.348 1.496
3 – Esquadria alumínio/wood frame 242 2.131 2.373
4 – Esquadria madeira/wood frame 239 2.124 2.363

Resultado das simulações dinâmicas de desempenho térmico anual indicaram que o modelo 1 obteve menor cargas térmicas e o modelo 3 obteve o pior desempenho térmico.

Análise de ACV no eToolLCD com o modelo referência com esquadrias em alumínio e paredes externas em taipa e as outras melhorias:

  1.  Substituição das esquadrias de alumínio por madeira;
  2.  Substituição das paredes exteriores de taipa por wood frame;
  3.  Redução estimada de 40% na fundação da casa;
  4.  Sistema de geração de energia local com painéis fotovoltaicos.

Tabela 2 – Resultado das Análises em redução do Potencial de Aquecimento Global (PAG):

Alterações do modelo proposto Inicial 10 anos 60 anos Reduções
1 – Esquadria de alumínio por madeira -52,88 -53,24 -69,39 5,43%
2 – Parede externa de taipa por wood
frame
(operacional)
0 0,28 1,84 0,01%
3 – Parede externa de taipa por wood
frame
(incorporado)
-41,69 41,14 21,51 1,68%
4 – Instalação de painéis fotovoltaicos 72,49 9,41 -224,12 17,54%

Conforme as melhorias descritas a cima, a combinação da substituição dos materiais e melhoria operacional com a geração de energia de renovável obteve 24%  de redução em comparação ao projeto Referência.

Sumário de Impacto Projeto Melhorado:

Este estudo foi conduzido e certificado por Henrique Mendonça da eTool.