Resultados ACV – LEED

Impacto por m²
(60 anos)
Projeto Final              

 % de redução comparado ao Baseline

Potencial de Aquecimento Global
(kgCO2 eq)
45415%
Eutrofização
(kg PO4 eq)
0.50811%
Acidificação da terra e fontes de água
(kgSO2 eq)
2.8510%

As principais melhorias de projeto que resultaram na redução de impacto incorporado dos materiais para certificação LEED  foram:

  • Laje nervurada
  • Otimização do dimensionamento dos blocos de fundação
  • Otimização dos materiais das estacas e parede de contenção
  • Reaproveitamento do concreto para transformar em subproduto
  • Conteúdo reciclado dos vergalhões.

Esse estudo foi importante para quantificar a redução de impacto das melhorias implementadas pela equipe de projeto e também como referência para projetos futuros, uma vez que a ACV foi feita com a obra em fase final. Vale ressaltar para futuros projetos que o quanto antes a ACV for realizada maior serão as chances de reduzir estes impactos e viabilizar financeiramente também estas melhorias relacionadas aos materiais.

Premissas da ACV LEED

O crédito LEED para ACV de Edificação é focado em produtos e materiais e não considera os impactos e benefícios associados a fase operacional (B6 energia e B7 água) ou as cargas e benefícios além da fronteira do sistema (módulo D). A eTool recomenda que a ACV de futuros projetos seja realizada também para atender integralmente os requisitos da norma europeia EN15978 incluindo todos os módulos de ciclo de vida (A1-A4, B1-B7, C1-C4 e D1-D5) e abordando o desempenho da edificação como um todo.

Software e Inventário de ACV

O software utilizado para o estudo é o eToolLCD da empresa eTool. O eToolLCD atende as normas ISO 14044 e EN 15978 e produz resultados para os indicadores de impactos requeridos. A base de dados do software (inventário) é o North American V13 Life Cycle Strategies/EcoInvent o qual atende a norma ISO14044. O método de caracterização dos indicadores de impacto é CML IA Baseline V4.5 (Institute of Environmental Science).

Função Equivalente

O projeto Referência (Baseline) e o projeto Proposto possuem a mesma função área em m², a mesma área e orientação. Os resultados estão caracterizados por metro quadrado para um período de 60 anos, considerando área total de 4.754 m².

Vida Útil

A ACV considera vida útil de 60 anos e permite que os impactos relacionados a manutenção, troca e uso operacional sejam considerados adequadamente.

Principais objetivos da ACV

  • Quantificar as principais estratégias de melhoria implementadas no projeto e identificar a contribuição de cada uma no aumento de desempenho ambiental do projeto como um todo
  • Criar dados de referência para ACV de residências no Brasil
  • Criar um estudo de caso para promover o uso da metodologia no Brasil e na certificação LEED
  • Apresentar para o setor da construção que ACV é uma prática viável e amplamente utilizada internacionalmente para promover desenvolvimento sustentável.

ACV incluindo consumo de energia e água

A ACV do projeto realizado incluiu os impactos incorporados dos materiais da fundação, estrutura, envoltória e cobertura, os impactos incorporados relacionados aos materiais, manutenção e fim de vida acabam dominando os resultados finais no caso da certificação.  A redução no consumo de materiais como aço e concreto apresentam uma redução significativa no final da comparação entre o baseline e projeto realizado.

Foi feito também a ACV Integrada para quantificar os impactos relacionados aos materiais, consumo de energia, fornecimento e tratamento de água. Nesse caso o impacto de energia predominou seguido por materiais conforme figura abaixo (Impact Summary). É importante saber qual a área de impacto é mais relevante para saber onde e como atuar nas melhorias na fase de concepção do projeto e assim ter uma redução significativa do impacto com o menor custo possível.

resultado dos impactos

Seguem abaixo as melhorias quantificadas para o projeto integrado incluindo a redução de emissões (CO2e) e percentual de redução com relação ao impacto total medido. Essa modelagem foi feita de forma mais simples, sem considerar os sistemas instalados e apenas as reduções de consumo de energia e fornecimento e tratamento de água. O único sistema que incluímos no estudo integrado foi o painel fotovoltaico.

t CO2e% de redução 
Projeto Inicial6.710
Melhorias aplicadas na parte operacionalEficiência energética-1.07015.96%
Painel fotovoltaico-2493.71%
Metais e Louças Eficientes-99,91.49%
Captação da água pluvial-52,40.78%
Melhorias aplicadas na parte estruturalLaje nervurada-1141.70%
Estaca e muro de contenção (redução de materiais concreto e aço)-37,40.56%
Otimização do dimensionamento do bloco de fundação-60,80.91%
Reaproveitamento do concreto para virar brita-0,6280.01%
Total de redução5.02625%

Este estudo foi conduzido por Caio Alencar e certificado por Henrique Mendonça da eTool.